Lama

Douglas Germano

Um samba que fale das coisas do mundo
Um samba que ninguém precisa explicar

Há de vir com a simplicidade
De qualquer amor
De qualquer suor
De qualquer dor, dessas de verdade

Há de vir carregado de história de vida e de morte
Há de vir no garrancho das mãos calejadas que há por aí
Há de vir com a simplicidade

De quem tem paixão
De quem não tem vez
De uma cicatriz feita de verdade
Há de vir carregado de história
Há de vir carregado de mágoa
Vai ser feito de lama
Que molda, que quebra
Mas nunca se acaba

Um samba que fale das coisas do mundo
Um samba que ninguém precisa explicar

Músicas mais populares de Douglas Germano

Outros artistas de Indefinido