Baixinha

Sr. Lil

O não, não
Essa mina tem sangue no zoi
Marmanjao bota a barba de molho
Se n respeito tio pega o beco
Porque ela é zika e tromba qualquer um
Se cruzar o caminho dela
Tu não vai ver nunca mais novela
Ela é capaz, capaz de matar
Se mexer com o homem dela e pá
Ó olha só pra começar
Não perdoou nem a prima dela
Semana passada ela deu azar
Mandar o whatsapp marcando os esquema
Ó o piripaque quase infarta
Sua prima tentar explicar
Ocorreu um erro em digitar
Baixinha cala a boca deixa ela falar

O não, não ela é brava pra caralho
Só um metro e sessenta
As grandona aqui não guenta
Ela mete bronca memo
O que é dela ninguém mexe
Tá louca de tentar a sorte
A bala come mesmo então corre

O mulherzinha do cão
Não aceita desaforo mermão
Olhou pro namorado dela já é mal
Extinto selvagem dela é natural
Essa loucura doida dela é normal
Se usa bermudinha tênis ela é fatal
Tem qualidade essa miniatura
É fofinha, baixinha e bunduda
Tá com raiva tá roendo a unha
Emburrada por porra nenhuma
Ela sai de si ó sai da frente
Vem um tsunami de palavrão
E se tu ver doida a gada na mão
A mãe dela vai com a cara no chão
Baixinha folgada na cama tarada
Na rua e um crime jão presta atenção

O não, não ela é brava pra caralho
Só um metro e sessenta
As grandona aqui não guenta
Ela mete bronca memo
O que é dela ninguém mexe
Tá louca de tentar a sorte
A bala come mesmo então corre

Outros artistas de Indefinido