Marco

Voltam da escola, bons amigos
no caminho largam a mochila
pro balanço ambos correm
querendo alcançar o céu
e os sapatos cheios de lama
da poça da chuva que ontem caiú
e a grama roça seus rostros.

Um banho, o almoço em sua casa
estudar pra prova e depois voltar
a brincar de novo na lama, na grama
nos sonhos tudo pode acontecer

Voltam da escola, bons amigos
no caminho largam a mochila
e o destino estende seus braço
sem cuidado

Levou-o pela mão
enquanto meu amigo vê tudo
desolado
marcado

O terror em seus olhos azuis
inundados pelas lágrimas
marcam o seu coração
e aí então, sua razão sumiu, fugiu
tudo pode... aconteceu.

Nunca mais irei para longe de ti.
Robson

Com o sol acorda e sai pra brincar
Marco, seu sonho escondido encontrar
Luzes em volta de si
canta e corre outra vez
sorriso vivo voltou a brilhar a brilhar.

Toda a tristeza dele se esvaiu
ver a alegria voltar, despertar
olhos brilhando azuis
para o balanço correu
voa bem alto feliz a brincar.

Se a tristeza em seu coração
voltar a bater
ele vai voltar e com a dor acabar.

E em seus sonhos voltou a surgir
claro como um cristal
nunca mais irei pra longe de ti.

Músicas mais populares de Octohpera

Outros artistas de Indefinido