Qualquer Canto

Felipe Borges

Canto cada canto em qualquer canto,
O quanto necessário for.
Só pra provar teu beijo.
Provar o meu amor.

Canto qualquer canto,
Bem aqui no nosso canto.
E outro beijo te dou,
Todo meu amor.

O medo morde minha mente
Quando algo diferente
Assola profundamente
O meu ser.

Fico preso num pranto pobre
Que só se dissolve
Quando o meu olho te vê.


(Refrão)
Bota o peso todo na balança
E vê se a gente não balança,
De vontade de se ver.

Viver montado num montante
De dois mundos tão distantes,
Unindo eu e você.


Canto qualquer canto
Em qualquer canto,
O quanto necessário for.
Canto cada canto em qualquer canto,
O quanto necessário for.

Músicas mais populares de Aldeia dB

Outros artistas de Indefinido